Imagem: http://takox.blog.ipcdigital.com/?p=209

O Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), ainda não lançado pelo governo, irá integrar as ações previstas na segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), que será anunciado em março. A informação foi dada hoje pelo ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, após reunião ministerial realizada na Granja do Torto, confirmando assim a informação da semana passada do Tele.Síntese Análise. Segundo Padilha, o PAC 2 será coordenado pelos ministérios da Casa Civil, do Planejamento e da Fazenda, o chamado GPAC, mas não contará com a supervisão direta da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. O ministro ressaltou que o Ministério das Comunicações continuará no grupo de trabalho que está elaborando o PNBL, que se reunirá novamente na segunda semana de fevereiro. O ministro Hélio Costa, de férias, não participou da reunião ministeral de hoje. Ele foi representado pelo secretário-executivo Fernando Rodrigues Lopes de Oliveira.

“As novas inclusões darão prioridades a investimentos integrados nos bairros precários, como pavimentação, acesso, esgoto, acesso a água, cuidado com o lixo e aterros sanitários, mas de forma integrada a outras frentes, com preocupação em garantir investimentos em equipamentos e logística para o acesso à banda larga”, disse Padilha, depois de participar da reunião ministerial na tarde desta quinta-feira, 21, na Granja do Torto.

Por ocasião do lançamento do PAC, em 2007, o setor de telecom ficou ausente do plano, que priorizou obras de infraestrutura. Agora, com o avanço dos estudos em torno do Plano Nacional de Banda Larga, o governo sinaliza uma mudança de postura para a segunda fase do programa.

Fonte: http://www.telecomonline.com.br/ / http://www.telesintese.com.br/

PAC 2 terá incentivos para Banda Larga
Avalie este Post
%d blogueiros gostam disto: